Para que serve Creatina

O uso de creatina como suplemento se popularizou a partir das Olimpíadas de Barcelona (1992). Hoje, é um dos suplementos nutricionais mais populares utilizados para melhorar o desempenho em atividades que envolvem exercícios de curta duração e alta intensidade.

É fato bem documentado na literatura que a quantidade armazenada de creatina possa ser o fator limitante do desempenho físico. Por este motivo, o aumento dos seus estoques por meio da suplementação torna-se uma estratégia para aumentar a sua oferta e, consequentemente, potencializar a ressíntese de energia, aumento de força e de volume muscular.

Como a creatina pode ajudar seus treinos

Creatina é classificado como “Recurso Ergogênico”. Ela é capaz de melhorar o desempenho esportivo e também a recuperação após o exercício. Estes efeitos podem ser explicados pelas implicações metabólicas produzidas através de seu consumo.

Pesquisas científicas indicam que a suplementação de creatina pode alterar a transcrição de fatores miogênicos regulatórios (aumento na capacidade de crescimento e desenvolvimento muscular).

Ela também pode aumentar a eficiência de tradução protéica através da via hipertrófica (síntese de novas proteínas musculares), assim como controlar a ativação, proliferação e diferenciação de células satélites (células que contribuem para crescimento muscular e regeneração das fibras danificadas durante o exercício).

Resultados do uso de Creatina

Sabemos que o treinamento de força é necessário para que a creatina possa desenvolver seus benefícios. Quando combinados os fatores de rotina de treino, de dieta adequada e de suplementação com creatina podemos dizer que acontecerão esses resultados:

  • I) Aumento dos conteúdos intramusculares de fosforilcreatina;
  • II) Aumento da velocidade de regeneração de fosforilcreatina durante o exercício;
  • III) Melhora na atividade da via glicolítica pelo tamponamento de íons H+;
  • IV) Diminuição do tempo de relaxamento no processo contração-relaxamento da musculatura esquelética, em decorrência da melhora na atividade da bomba sarcoendoplasmática de cálcio;
  • V) Aumento da concentração de glicogênio muscular.

Proposta: Melhora no desempenho atlético + melhora na recuperação = evolução dentro do objetivo proposto.

Material elaborado por Diogo Círico, nutricionista esportivo R.T. Growth Supplements.

Saiba como tomar