Nossas entregas estão funcionando normalmente
keyboard_arrow_left
icon boleto
10% Off no Boleto
Seu dinheiro de volta Utilize o G Pontos nas compras Clique aqui
Dieta De Carboidratos: O que comer e como fazer?

Muito difundida em diversos lugares, a dieta de carboidratos conquista cada vez mais adeptos mundo afora. Provavelmente você já ouviu falar sobre ela, seja com esse nome ou com outros como dieta low carb ou, ainda, dieta cetogênica.

Você sabe no que consiste essa dieta? Existem diversas formas de alcançar o objetivo de emagrecer, e cada dieta possui um princípio. Nesta, a ideia consiste em reduzir a ingestão do macronutriente chamado carboidrato para que, assim, a produção de energia do corpo ocorra por meio de proteínas e gorduras, o que resulta no emagrecimento.

Mas antes de abordarmos o método e demonstrarmos como fazer essa dieta para emagrecer, é importante que você entenda melhor o que é um carboidrato. Afinal, ele está presente no nome da dieta e todo o processo de emagrecimento passa por administrar a ingestão diária do macronutriente.

O QUE SÃO CARBOIDRATOS?

O QUE SÃO CARBOIDRATOS?

Os carboidratos, também conhecidos como hidratos de carbono ou glicídios, são formados por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. O carboidrato está presente em diversos alimentos: pães, alguns cereais, frutas, legumes, leite, doces e grãos em geral são ricas fontes desse macronutriente.

O metabolismo de carboidratos é parte fundamental na produção da energia necessária para o corpo funcionar, sendo esse macronutriente, inclusive, considerado a principal fonte de energia para os humanos.

Existem diferentes tipos de carboidratos, como os monossacarídeos, os dissacarídeos e os polissacarídeos. É possível também classificar os carboidratos como sendo de baixo e alto índice glicêmico. Os de baixo índice também são chamados de carboidratos complexos e são absorvidos de maneira mais lenta pelo corpo, o que impede picos de glicemia e aumenta a sensação de saciedade.

Além de fornecer energia, os carboidratos possuem outras funções no corpo. Eles também são responsáveis pelo funcionamento adequado do cérebro, visto que é o responsável por fornecer energia e glicose.

FAZENDO A DIETA DOS CARBOIDRATOS

FAZENDO A DIETA DOS CARBOIDRATOS

A dieta ocidental, incluindo a praticada no Brasil, é rica em carboidratos, e em muitos casos a maioria das calorias obtidas por uma pessoa advém da ingestão desse macronutriente.

A dieta de carboidratos (low carb ou, ainda, dieta de proteínas) se propõe a reduzir significativamente a quantidade desse macronutriente na rotina alimentar, de modo que ele não seja o de maior teor na alimentação e, assim, não seja também o maior responsável pela produção de energia para o organismo.

Com o passar de dias praticando a redução de carboidratos, o corpo passa a "queimar" outras fontes para produzir a energia necessária para existir. Nesse caso, ele realizará a queima de proteínas, mas, especialmente, a queima das reservas de gordura do corpo.

A redução dos níveis de carboidratos deve sempre ser definida por um nutricionista, que irá analisar individualmente as necessidades e demandas do paciente para estabelecer parâmetros para que a dieta livre de carboidratos promova emagrecimento de forma saudável.

BENEFÍCIOS DA DIETA LIVRE DE CARBOIDRATOS

BENEFÍCIOS DA DIETA LIVRE DE CARBOIDRATOS

Buscar a dieta de carboidratos para emagrecer costuma garantir bons resultados. Como você pôde conferir nos parágrafos acima, o low carb é capaz de promover o emagrecimento por meio de transformações no metabolismo de modo a garantir uma queima bastante eficiente de gordura corporal.

Mas seus benefícios vão além, e quem aponta isso são diferentes estudos científicos. A dieta com baixo carboidrato promove melhoria no controle da glicemia e de diabetes melito tipo 2. Ela também se revelou eficaz no aumento do HDL (chamado de colesterol bom), na diminuição dos triglicerídeos, no ajuste da pressão arterial e na redução do risco de acidentes cardiovasculares.

DIETA DE CARBOIDRATOS: DIETA CETOGÊNICA

DIETA DE CARBOIDRATOS: DIETA CETOGÊNICA

Apesar do nome diferente, o conceito de uma dieta cetogênica é o mesmo das demais vertentes da dieta de carboidratos, como a low carb, por exemplo. Apesar disso, enquanto classificamos a dieta low carb como aquela em que menos de 30% das calorias diárias consumidas advenham de carboidratos, a dieta cetogênica restringe ainda mais esse macronutriente.

Para ser considerada cetogênica, a ingestão diária de carboidratos não deve passar de 10% das calorias diárias, o que representa, no máximo, o consumo de 50 g de carboidrato por dia.

Toda essa restrição se fundamenta no conceito de cetose (o que também explica o nome da dieta) e da oxidação lipídica, que causam efeito de saciedade, aumento do gasto energético e a perda de peso de maneira ainda mais intensa que em outras dietas com baixo teor de carboidratos.

Tanto a dieta low carb quanto a cetogênica não podem ser consideradas boas opções de dieta para ectomorfo, pois não atendem às demandas dos organismos de pessoas com esse biotipo. No entanto, ela é uma excelente opção de dieta para endomorfo.

SUPLEMENTO PARA DIETA DE CARBOIDRATOS: CONTE COM A GROWTH
                SUPPLEMENTS

SUPLEMENTO PARA DIETA DE CARBOIDRATOS: CONTE COM A GROWTH SUPPLEMENTS

Gostou de conhecer a dieta de carboidratos? Aqui você encontra informações especializadas sobre temas como dietas, treinos e alimentação, como bulking e cutting.

Além disso, você pode contar sempre com os suplementos Growth para obter resultados ainda melhores em seu treino e dieta, seja ela qual for. Confira nossos produtos, como o whey protein e muito mais.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

DA SILVA, Anderson Luiz; MIRANDA, Guilherme Dal Farra; LIBERALI, Rafaela. A influência dos carboidratos antes, durante e após-treinos de alta intensidade. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, v. 2, n. 10, 2008.

CORDEIRO, Renata; SALLES, Marina Baldasso; AZEVEDO, Bruna Marcacini. Benefícios e malefícios da dieta low carb. Revista Saúde em Foco, v. 9, 2017. Recuperado de http://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/06/080_beneficios.pdf